Minha família

Minha família
Turma da pesada!!!!

Seguidores

Essa aqui sou Eu!!!!!

Minha foto
Tenho 43 anos, pinto, bordo, costuro e ainda trabalho fora. Comecei cedo a brincar com artesanato,Meu primeiro trabalho nunca esqueci, um beija flor alaranjado(so tinha um vidro de laranja e um de preto) mas acho que ficou interesante pois minha mãe me encheu de tinta e pinceis, tinha 12 anos e pintava com uma furia. naquele tempo não havia variedade de revista, só riscos que comprávamos na papelaria. pintei com a cara e a coragem por 6 anos até que fui fazer curso na profissional ai endoideci fiz pintura, arte aplicada, flores, bordado a mão, corte costura tudo que aparecia eu encarava. Fui seguindo o artesanato por todos esses anos, uma aulinha aqui, uma revista ali, tudo que aparece-se na tv. Até que achei a net, ai pirei de vez, todo dia acho algo novo que com um pouquinho de paciência consigo aprender. Sou isso uma Artesã com muito orgulho!!!!!

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Sexta- feira 13???

A bruxa em mim hoje chegou cedo, deixou a vassoura atrás da porta e afagou o gatinho preto na soleira da janela.  O caldeirão ja esta no fogo, as ervas sobre a mesa, uma faca de bom corte, alguns potinhos, tudo na medida certa.
Antigas cantigas recitadas pra acompanhar e dar o clima.
A poção no copo revela seu valor pela cor, vermelho sangue.
Uma pitada de perseverança, um pouquinho de medo pra dar sabor.
Cortar nas juntas, socar a ervas tudo com muito óleo,
Mexe com cuidado, a colher tem que ser de pau de preferencia herdada  de uma ancestral.
Velas sobre a mesa coberta com a melhor toalha da casa.
A vitima ja foi escolhida.
Agora é só esperar o caldo ferver.
Na hora marcada a porta  aberta mostra o caminho da mesa.
Bom apetite. A bruxa de hoje fez galinha ensopada pra seu amado.

Sexta 13 dia de bruxa, dia de todas nos que vivemos o dia a dia da mulher: trabalhar, cuidar da casa e da família. Mexemos o caldeirão da vida, sabemos tudo ou quase tudo. Seremos sempre bruxas com nossos mistérios.

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Cheiro de natal !!!!!

Meu natal tem cheiro de bolachas feitas na mesa da cozinha, assadas e confeitadas dias antes da festa propriamente dita. A receita  do caderno de minha avó já falecida. A velhinha ficou muito feliz quando pedi a receita que ela fazia pros filhos a mais de 50 anos.
Cada vez que reproduzimos a receita e o cheiro  toma conta da casa sei que onde estiver esta sendo lembrada com carinho.
Papai noel, pássaros, corações, estrelas uma infinidade de forminhas, vários pequenos ajudantes que mais comem que trabalhão.
Farinha , ovos, leite misturados com carinho, minha mãe cuida da massa, os meninos cortam a massa e eu cuido do forno e do glace.
Bolachas embaladas e distribuídas. Este é um dos cheiros do meu natal.
Qual é o seu?

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

"Cronicas da Barata"

Dia quente suor escorrendo pelas costas. Não vejo a hora de  chegar em casa, Banho e ar condicionado.
9:00 da noite, morta, filho dormindo, marido cansado, enfim minha casa. Tudo no lugar, limpo e arrumado.
Algo passou voando e parou na cortina da sala, o grito não foi de pavor mas de ódio detesto barata!!!!!
Inseto nojento, em dia de calor resolve voar por ai e não pode ver uma janela aberta que ja acha que foi convidado, anda no lixo tem pata peludas, arg. Não deu outra:
-"Rapido! O SBP", a praga adivinhou minha ideia e voou novamente e adivinhem aonde foi parar:  em mim.
Marido prestativo esse meu, com a lata na mão  e com medo da dita ( ele tem mais medo que eu mas não admite),  quem acabou dedetizada fui eu. É descobri que sabor tem o SBP Citronela. Mas não fui derrotada ,com uma chinelada acabei com o sofrimento da mesma.( ela ia morrer mesmo por conta do veneno mas não resisti a uma vingancinha.)
Em tempo não estou fazendo propaganda, mas gosto muito do SBP (agora mais ainda).
Faço faxina toda semana, e proibi a mesmas de entrar em casa mas elas são teimosas!!!!
Esse post nasceu de um comentário do Face, minha amiga Kika também teve uma aventura baratifera.
Conte vc tambem sua saga com as baratas.