Minha família

Minha família
Turma da pesada!!!!

Seguidores

Essa aqui sou Eu!!!!!

Minha foto
Tenho 43 anos, pinto, bordo, costuro e ainda trabalho fora. Comecei cedo a brincar com artesanato,Meu primeiro trabalho nunca esqueci, um beija flor alaranjado(so tinha um vidro de laranja e um de preto) mas acho que ficou interesante pois minha mãe me encheu de tinta e pinceis, tinha 12 anos e pintava com uma furia. naquele tempo não havia variedade de revista, só riscos que comprávamos na papelaria. pintei com a cara e a coragem por 6 anos até que fui fazer curso na profissional ai endoideci fiz pintura, arte aplicada, flores, bordado a mão, corte costura tudo que aparecia eu encarava. Fui seguindo o artesanato por todos esses anos, uma aulinha aqui, uma revista ali, tudo que aparece-se na tv. Até que achei a net, ai pirei de vez, todo dia acho algo novo que com um pouquinho de paciência consigo aprender. Sou isso uma Artesã com muito orgulho!!!!!

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Roxo da cor do Manto de Nosso senhor dos passos.


Religião não se discute, mas turismo e fé sempre andam juntos e em Santa catarina então nem se fala.
Eu de Roxo no dia do meu Aniversario( claro que a do meio , a mais linda sou eu)
O camarada dono dessa historia.

O Senhor dos Passos é uma imagem em tamanho natural existente na Igreja do Menino Deus( igreja situada aos pés do hospital de caridade), em Florianópolis, representando Jesus sob o madeiro, numa das quedas a caminho do Calvário. Segundo reza a tradição, a imagem foi esculpida pelo baiano Chagas, o Cabra, que talhou com mão de mestre.Conta ainda a tradição que a imagem do Senhor dos Passos não se destinava a Santa Catarina, mas sim ao Rio Grande do Sul. Em 1766, o barco que a transportava tocou no porto do Desterro, para depois seguir rumo ao sul. Entretanto, por três vezes, viu-se obrigado a regressar, pois não conseguia transpor a barra do Rio Grande. O mar tornava-se de tal modo tempestuoso e bravio que obrigava o barco a voltar. No porto do Desterro,, a embarcação passava uns dias, esperando que a tempestade acalmasse e que os ventos fossem favoráveis, e depois investia novamente. Mas, a cada investida, novo insucesso. As vagas voltavam a ficar ameaçadoras, os ventos tornavam-se contrários, a tempestade recrudescia.
O comandante do barco compreendeu, então, que era vontade divina que a imagem do Senhor no Desterro ficasse. Assim, desembarcou-a, e só depois disso foi que conseguiu encontrar tempo favorável e mar tranqüilo para prosseguir sua viagem rumo ao sul. O povo catarinense o venera e lhe consagra, há mais de 240 anos, a maior festa religiosa que se realiza anualmente em Florianópolis.A procissão do Senhor dos Passos foi feita pela primeira vez dois anos depois da sua chegada em Desterra em 1766 pelos açorianos e até hoje essa tradição é mantida pela Irmandade do Senhor Jesus dos Passos que está localizada no Hospital de Caridade no centro de Florianópolis. Os momentos mais importantes da procissão são a lavação, a transladação e a procissão sendo a lavação feita por duas crianças menores de seis anos
A procissão é realizada na Quinta-Feira Santa sendo nesse dia a descida da imagem da Igreja Menino Deus e levada até a Catedral metropolitana de Florianópolis. Quintas-Feiras da semana anterior ao Domingo de Ramos a imagem desse junto com a imagem da Nossa Senhora das Dores. O momento de maior número de fiéis é na a saída da imagem da Catedral metropolitana de Florianópolis e o destino final e a capela do menino Deus localizado no Hospital de Caridade em Florianópolis no Domingo.A procissão do Senhor dos Passos representa o caminho sofrido de Jesus em seus últimos minutos de vida, sua crucificação, a morte e sua ressurreição.O Senhor dos Passos é considerado o protetor de Florianópolis.


Essa manifestação era feita em Portugal entre o século XIV e XVIII na última quinta feira santa da quaresma. Portanto, a procissão do Senhor dos Passos é uma manifestação litúrgica da cultura portuguesa mais precisamente açoriana inserida na cultura ilhéu de Florianópolis.
Texto pesquisado e desenvolvido porROSANE VOLPATTO

Agora é minha vez, desde menina ouso a historia contada acima e a essa juntam se as historias de graças alcançadas e pagas no dia da procissão, as crianças vestem a túnica roxa e caminham lado a lado. Pra quem não pode nos visitar na quaresma e participar dessa tradição a igreja é aberta a visitação o ano todo.
Tai achar algo interessante e Roxo foi mais fácil do que pensei. Viva a blogagem colorida!!!!!!

9 comentários:

António Rosa disse...

Muito interessante o seu post para falar da Paixão de Cristo. Bela homenagem.

Marília e Gigi disse...

O texto é muito esclarecedor, e por incrível que pareça fui a Floripa e não visitei essa Igreja, logo eu que sou uma andante cultural. Fiquei de fora dessa. Agora vc ficou linda roxinha!

Tida disse...

Eliane

Muito interessante a sua abordagem.
História, devoção e fé do nosso povo cotada de uma forma leve.

Bjos

Bordados e Retalhos disse...

Eliane, adorei saber essa história da Imagem do Nosso Senhor dos Passos. AVc está linda mesmo na foto com a blusa roxa. Bjs amiga

Françoise disse...

Que legal conhecer essa história. Está linda na foto viu?
Bjos
Françoise

Glorinha L de Lion disse...

Roxo tb é cultura, né? òtimas informações.
Bj

Lúcia Soares disse...

Eliane, que lindo post, falando de algo tão bonito e verdadeiro. Fiquei emocionada, vendo as ondas impedindo o barco de atravessar o mar. Acredito piamente.
Bj

Lu Souza disse...

Fé é o pilar da minha vida. Interessante saber mais sobre o Senhor dos Passos.

Regina Coeli disse...

Olá Eliane,
Somente hoje pude ver com calma sua postagem ROXA...
Eu já tive a oportunidade de acompanhar a procissão do Senhor dos Passos na cidade mineira de SABARÁ e foi algo indescritível!!!
Testemunhar a fé das pessoas é algo muito bonito!!!
Fico agradecida pelas preciosas informações que você nos passou.
Parabéns pela rica escolha de sua BLOGAGEM COLETIVA ROXA!!!
Com carinho,

Regina Coeli