Minha família

Minha família
Turma da pesada!!!!

Seguidores

Essa aqui sou Eu!!!!!

Minha foto
Tenho 43 anos, pinto, bordo, costuro e ainda trabalho fora. Comecei cedo a brincar com artesanato,Meu primeiro trabalho nunca esqueci, um beija flor alaranjado(so tinha um vidro de laranja e um de preto) mas acho que ficou interesante pois minha mãe me encheu de tinta e pinceis, tinha 12 anos e pintava com uma furia. naquele tempo não havia variedade de revista, só riscos que comprávamos na papelaria. pintei com a cara e a coragem por 6 anos até que fui fazer curso na profissional ai endoideci fiz pintura, arte aplicada, flores, bordado a mão, corte costura tudo que aparecia eu encarava. Fui seguindo o artesanato por todos esses anos, uma aulinha aqui, uma revista ali, tudo que aparece-se na tv. Até que achei a net, ai pirei de vez, todo dia acho algo novo que com um pouquinho de paciência consigo aprender. Sou isso uma Artesã com muito orgulho!!!!!

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

De onde nasce um pano de prato?

Bom os meus atualmente nascem de um saco com dez panos comprados na casa de Aviamentos da esquina, mas ja nasceram de um rolo de saca comprado em loja de tecidos  e mais antigamente de sacos de farinha comprados sujos que minha mãe alvejava e eu embainhava.
As  vezes em segundos a ideia toma forma  e o pano branco  serve de tela pra uma linda paisagem ou então frutas e flores (amor- perfeito sempre).
Outras nem tanto o risco rola e o pano também, (chega a encardir).
De onde surgiu esse  aliado ? Não sei mas olhando pra traz penso que desde que inventamos a cozinha ele veio de contra peso, enxugando mãos, protegendo pratos, limpando tudo.
Primeiro um pano encardido que servia pra tudo, depois aos poucos ganhando beleza nas mãos de meninas e mulheres  que não podiam ficar ociosas e na falta de tecido melhor atacavam os da cozinha.
Pano de pia , Pano de copa, Pano de louça, Pano de prato e até guardanapo ja vi chamarem esse retângulo de algodão.
Barras de tecido colorido ou bicos de crochê (eu gosto dos meus brancos) um bordado ou pintura e já temos alguém pronto pra festa.
Os meus do dia a dia são horrorosos, vivo numa constante luta para mante-los brancos (to quase perdendo).

Mas confesso tenho uma gaveta cheia com panos lindos que são para ocasiões especiais e todos ja sabem a guerra que faço por eles(hihihih).
Eles estão por aqui desde sempre e na minha vida então nem se fala. 



Um comentário:

ELIANE VILELA disse...

Estou em uma fase de paixão por panos de prato, pintar, bordar, ganhar, trocar.. uma delícia, acho que estou montando uma pequena coleção em uma gaveta, dias desse, meu marido pegou 1 dos meus queridinhos pra levar pra firma, fiquei doida... to quase colocando uma placa na gaveta kkkkk


Bjus


Lih