Minha família

Minha família
Turma da pesada!!!!

Seguidores

Essa aqui sou Eu!!!!!

Minha foto
Tenho 43 anos, pinto, bordo, costuro e ainda trabalho fora. Comecei cedo a brincar com artesanato,Meu primeiro trabalho nunca esqueci, um beija flor alaranjado(so tinha um vidro de laranja e um de preto) mas acho que ficou interesante pois minha mãe me encheu de tinta e pinceis, tinha 12 anos e pintava com uma furia. naquele tempo não havia variedade de revista, só riscos que comprávamos na papelaria. pintei com a cara e a coragem por 6 anos até que fui fazer curso na profissional ai endoideci fiz pintura, arte aplicada, flores, bordado a mão, corte costura tudo que aparecia eu encarava. Fui seguindo o artesanato por todos esses anos, uma aulinha aqui, uma revista ali, tudo que aparece-se na tv. Até que achei a net, ai pirei de vez, todo dia acho algo novo que com um pouquinho de paciência consigo aprender. Sou isso uma Artesã com muito orgulho!!!!!

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Medo?

Quando era menina tinha medo de crescer e não dar conta da vida.
Aprendi a dar conta da vida mesmo que as vezes não pareça.
Cresci com o medo de desagradar os outros.
Desagradei aos outros, mas não me desagradei.
Não tive filhos por medo da vida que poderia dar pra eles.
A vida não me deu filhos de sangue, mas eu ainda não desisti deles.
Tinha medo de envelhecer sozinha.
Estou envelhecendo,  mas não tão só.
Tantos medos numa só pessoa.

Olho pra traz e vejo a menina que fui: Magricela, apavorada e solitária.
Olho pra mim mesma hoje e vejo alguém lutando.
Olho pra frente e vejo que posso viver sem medo, basta continuar lutando.


A nova blogagem proposta pela Glorinha é sobre sentimentos. Começando com medo, esse meu fiel companheiro que vive me espreitando atraz de cada porta da minha vida. Todos temos medo, o que nos salva é a vontade de lutar contra ele e tranforma-lo em algo melhor para todos, pensar sobre isso me trouxe de volta coisas a muito guardadas que tiveram uma semana inteira pra ser reavaliadas. Beijos a todos que estiveram aqui.

25 comentários:

Nilce disse...

Gostei, Eliane

Sempre vencer ou tentar vencer os medos. É o fortalecimento do ser humano.
Belo post.

Bjs no coração!

Nilce

Meru Sâmi disse...

Simples, direto e objetivo.
Que maravilha poder encarar a vida com um olhar de otimismo e não se remoer pelo que passou.

Mas, medo não era um povo antigo?
Brincadeirinha!!!!

Beijos

Bordados e Retalhos disse...

Amiga, lindo e verdadeiro o seu post. Sem nenhum medo de se desnudar diante de nós. Bjs

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Adorei sua postagem.
Eu me identifiquei com muito do que vc escreveu. Desagradei os outros, mas não me desagradei. Isso é muito forte.

Tb fui um moleque magricelo com medo.... e hoje a gente segue domando o medo.

Gostei do seu blog, estarei por aqui mais vezes!

Tati Pastorello disse...

Oi Eliane, acho que todos somos repletos de medos, e o que nos faz corajosos não é a ausência deles, mas a força para enfrentá-los. Isso você tem feito!
Beijos.

pensandoemfamilia disse...

Olá Eliane.
Nossos medos assusta, mas nos protegem e nos impulsionam, basta que estejamos dispostas a enfrentá-los. E vc os tem feito com garra, pelo que nos narra.
bjs

Manuela Freitas disse...

Querida Eliane,
De uma forma incisiva tu disseste tudo! Todos esses medos são comuns a qualquer ser humano, mas gradualmente os vamos superando ou tentando viver com eles, de modo a que eles não paralizem a nossa vida.
Muitos beijinhos para ti e um bom fim-de-semana.
Manú

Glorinha L de Lion disse...

Eliane, sabe que vc me emocionou?
pela sua força e coragem em vencer seus medos, enfrentá-los e, principalmente por se expor aqui, pra todos nós. Imagino que tenha feito uma maravilhosa catarse, colocando tudo isso pra fora e repensando e reprogramando a sua vida. A cada dia que passa, entendo mais a missão de quem é blogueiro: Abrir os olhos, fazer pensar, trocar essa força que às vezes nos falta e, principalmente, pra mim, o mais importante, nos mostrarmos como somos, pra quem for igual a nós, ver que não estão sozinhos, que há muitos iguais. Nunca estamos sós amiga. Te admiro! Amei seu post. Beijo enorme!

Yoyo Pizy disse...

Eliane querida,
Excelente abordagem sobre o medo.Realmente, todos nós temos medos, uns são medos pequenos, outros são enormes, mas todos nos abalam de alguma forma e como você disse, o importante é saber domá-los.
Bjos

ELA disse...

Olá, Eliane.

Obrigada pela gentileza da visita e do comentário. Sim, o conto é de minha autoria, só não digo que é meu porque quando ponho as palavras lá me despeço delas pra sempre. Enfim, é um sentimento estranho.

Emociona o seu post... Que bonito... Tanto sentimento! Siga em frente, sem duras reflexões. Principalmente no que diz respeito a filhos. Pois essa é uma dor maior para nós mulheres.

Transformar sentimentos em algo positivo é uma prática corajosa, parabéns. Admiro isso.

Um grande abraço,
MIchelle

Socorro Melo disse...

Oi, Eliane!

Esta é a minha primeira visita ao seu Blog, pela oportunidade da blogagem coletiva.
Eu diria a mesma coisa que você, sobre o medo, ele sempre foi o meu fiel companheiro, vive me espreitando, mas, também vivo em pé de guerra contra ele, combatendo-o, e já ganhei muitas lutas, e isso é o que nos anima, vencê-lo, sempre.

Percebi que você é uma grande guerreira.

Beijos
Socorro Melo

Ro disse...

Eliane, adorei o post. E sua coragem dupla, de falar,se desnudar e continuar na batalha.
Lutar SEMPRE
Vencer TALVEZ
Desistir JAMAIS

Mil beijos

Roberta M. disse...

AMEI ELI, COM TODAS AS FORCAS!! LINDO, BEIJOSSSSSS

Macá disse...

Oi Eliane
Que bonito post. Amei!

"Olho pra traz e vejo a menina que fui: Magricela, apavorada e solitária.Olho pra mim mesma hoje e vejo alguém lutando.Olho pra frente e vejo que posso viver sem medo, basta continuar lutando."

Isso é muito forte e verdadeiro. O importante é sempre tentar enfrentar os medos que surgem à nossa frente.
Um beijo grande

Roberta disse...

bom pra parar e pensar ne?
otimo texto !!!
Achei o maximo o "banho por obrigacao "rsrsrs.
bjim

Françoise disse...

Mais um exemplo de vida nos mostrando claramente que podemos superar nossos medos e vencê-los pelo nosso imenso amor a vida.
Amei passar aqui.
Abraços,
Bom final de semana

Lúcia Soares disse...

Eliane, é isso aí! Lutar para vencer os medos, sempre.
Acho que algumas coisas nos são impostas e acabamos tendo medo delas sem nem tê-las vivenciado.
Não tema ficar sozinha. Sempre somos nossa melhor companhia.
Mas um cobertorzinho de orelhas sempre é bom ter!
Beijo e bom fim de semana!

Miss-Strawberry disse...

Olá flor, muito obrigada por todo apoio!!!
E que texto lindo, todos nós temos muitos medos, de certa forma muitas vezes ele acaba nos dando forças para crescer!
beijãoo

Jose Sousa disse...

Olá! Gostei desta sua postagem... Muito informativa, aqui, nós colhemos cultura e mexe muito em nosso coração.
Estaou-lhe seguindo e gosto de ler o que ecreve, me siga tambem, tá?

www.minhaalmaempoemas.blogspot.com
www.queriaserselvagem.blogspot.com
www.congulolundo.blogspot.com

Um grande abraço

Mônica disse...

ICha! Eu tenho tantos medos que nem é bom falar deles. Deixo os escondidinhos.
com amizade Monica

Marliborges disse...

Eliane,
Maravilhoso seu post. Senti sinceridade e adorei. "Todos temos medo, o que nos salva é a vontade de lutar contra ele e tranforma-lo em algo melhor..." Concordo. Nota mil. Bjsssss

J Araújo disse...

Nossos medos e nossa expectativa da vida é o que nos dá força para continuar nessa luta constante pela vida.

Parabéns!! Um lindo texto

abraço

Lianara **Lia** disse...

Oi Eliane!

Só hoje consegui passar por aqui para ver sua postagem sobre o MEDO!

Adorei!!

Beijos
Lia

Blog Reticências...

Amica Philosophiae disse...

As vezes eu acho que o medo nos impulsiona...Porque quando a gente fica adulto não é que deixamos de ter medo, acho que o medo continua lá, só não damos tanta bola pra ele..
Gosti do seu blos e post
um abraço
Cynthia

Marília e Gigi disse...

Eli, eu tenho tantos medos, mas tantos, acho que é por isso que minha filha e mais corajosa do que eu. Alguém tem que segurar o barco né?