Minha família

Minha família
Turma da pesada!!!!

Seguidores

Essa aqui sou Eu!!!!!

Minha foto
Tenho 43 anos, pinto, bordo, costuro e ainda trabalho fora. Comecei cedo a brincar com artesanato,Meu primeiro trabalho nunca esqueci, um beija flor alaranjado(so tinha um vidro de laranja e um de preto) mas acho que ficou interesante pois minha mãe me encheu de tinta e pinceis, tinha 12 anos e pintava com uma furia. naquele tempo não havia variedade de revista, só riscos que comprávamos na papelaria. pintei com a cara e a coragem por 6 anos até que fui fazer curso na profissional ai endoideci fiz pintura, arte aplicada, flores, bordado a mão, corte costura tudo que aparecia eu encarava. Fui seguindo o artesanato por todos esses anos, uma aulinha aqui, uma revista ali, tudo que aparece-se na tv. Até que achei a net, ai pirei de vez, todo dia acho algo novo que com um pouquinho de paciência consigo aprender. Sou isso uma Artesã com muito orgulho!!!!!

terça-feira, 23 de abril de 2013

"O beijo"

Depois de um dia lindo de sol, escureceu com uma brisa gelada vinda do rio.
As ultimas peças de roupa coloquei no varal da garagem e entrei sem passar a chave na porta.
O marido disse que não demoraria. O jantar pronto  e meu menino brincando no tapete.
Tudo calmo até que a porta se abre sozinha, casa de madeira  provavelmente a porta esta com defeito, fechei e tornou a abrir, desisto. Uma moleza vem devagar tomando conta de tudo, algo que agarra e não solta, o menino pede colo e logo adormece pus no berço mas algo me impediu de deixa-lo.
Deitei do lado e de repente havia uma figura sentada na cama me pedindo pra beijar meu menino. Coisa muito louca. Não ouvi a porta, de onde isso veio??
Neguei e vi meu menino flutuar sobre mim, no desespero o agarei e trouxe pra junto de mim.
Pra meu horror aquela coisa chegou perto de mim e me beijou,  tudo foi sumindo até ouvir o portão sendo aberto, graças a Deus ele chegou, foi meu ultimo pensamento.
Marido diz que chegou e o menino estava acordado na cama. Falou comigo e respondi mas logo voltei a dormir.
Não sei o que aconteceu, acordei pra ir trabalhar moída como se tivesse corrido a noite toda. Foi um dia pesado.
Não sei quem foi que veio me visitar, mas sei que fui salva pela chegada de meu marido.
Essa porta nunca mais fica sem a chave.



Nenhum comentário: