Estamos a venda!!!! Promoção

Estamos a venda!!!! Promoção
R$ 70,00 + correios

Minha família

Minha família
Turma da pesada!!!!

Seguidores

Essa aqui sou Eu!!!!!

Minha foto
Tenho 43 anos, pinto, bordo, costuro e ainda trabalho fora. Comecei cedo a brincar com artesanato,Meu primeiro trabalho nunca esqueci, um beija flor alaranjado(so tinha um vidro de laranja e um de preto) mas acho que ficou interesante pois minha mãe me encheu de tinta e pinceis, tinha 12 anos e pintava com uma furia. naquele tempo não havia variedade de revista, só riscos que comprávamos na papelaria. pintei com a cara e a coragem por 6 anos até que fui fazer curso na profissional ai endoideci fiz pintura, arte aplicada, flores, bordado a mão, corte costura tudo que aparecia eu encarava. Fui seguindo o artesanato por todos esses anos, uma aulinha aqui, uma revista ali, tudo que aparece-se na tv. Até que achei a net, ai pirei de vez, todo dia acho algo novo que com um pouquinho de paciência consigo aprender. Sou isso uma Artesã com muito orgulho!!!!!

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Musicas da minha vida.

O Tacho da Pepa  inventou uma blogagem coletiva!! Musicas da minha vida. 12 meses  12 musicas. Isso vai ser prova de fogo kkkkkkkkk sou surdinha surdinha pra musica.
Até agora so lembrei de duas musicas que me marcaram
Então vamos começar lá pelo começo!!!!!
A única musica que lembro da minha infância: "Atirei o Pau no Gato!"
Tu ri mas eu só lembrava dessa musica  e cantei pros meus 3 sobrinhos.
E depois pro meu menino. Desafinada é obvio.

Atirei o pau no gato tô tô
Mas o gato tô tô
Não morreu reu reu
Dona Chica cá
Admirou-se se
Do berro, do berro que o gato deu:
Miau!

Claro hoje tem a versão politicamente correta mais eu gosto mesmo daquela outra.
E fico pensando oque aconteceu com  as nossas crianças?
Hoje eles só querem saber de celular, pc e tablet.
As cantigas de roda, o carinho de plastico e a boneca de pano ficam abandonados e quando a gente convida pra brincar eles nos olham com cara de entojo e  dizem que  o tempo disso ja passou.
Meu filho também tem loucura pelos eletrônicos e confesso que na hora do apuro eles são uma benção. Mas luto contra o tempo todo. Aos 5 anos ele não entendeu ainda oque é vídeo game!!!
Mais eu entendo que a culpa desse abandono é nossa que na pressa do dia a dia deixamos nossos filhos pras babas eletrônicas . É mais fácil dar o celular e continuar o trabalho "importantíssimo e inadiável" do que desenhar uma amarelinha e explicar a regras do jogo.  Explicar que o gato não morreu e que vc já foi criança  e brincou de tudo isso. Essa é uma das musicas da minha vida.
PS:O gato só tem uma orelha mas eu não joguei nada nela não, muito pelo contrario a primeira vez que a vi ela andava desesperado encima do muro fugindo dos cães. Eu abri a janela e a salvei.
Veja quem esta participando tambem:


http://www.otachodapepa.com/2018/01/musicas-da-minha-vida-blogagem-coletiva.html
https://lugarescoloridos.blogspot.com.br/2018/01/bc-musicas-da-minha-vida-1.html
http://luciana-coisas-da-lu.blogspot.com.br/2018/01/voltei.html
https://pontocruzchris.blogspot.com.br/2018/01/musicas-da-minha-vida-blogagem-coletiva.html
http://pinceladaspapoepoesia.blogspot.com.br/2018/01/as-primeiras-cancoes.html
http://www.lukaluluka.com.br/2018/01/musicas-da-minha-vida-timidez.html https://karinepossari.blogspot.com.br/2018/01/musicas-da-minha-vida-1-blogagem.html
http://qualismatertalisfilius.blogspot.com.br/2018/01/musicas-da-minha-vida-musica-1.html

8 comentários:

✿ chica disse...

Puxa, lembramos da mesma música! rs... Valeu...O meu motivo está lá, bjs praianos, chica

Dalva Rodrigues disse...

Que legal, as cantigas de roda realmente marcam nossa primeira infância!
Abraço!

Pepa disse...

Oi Eliane, a maioria dos pais se sentem culpados por alguma coisa que fazem ou que deixam de fazer porque querem o melhor para os filhos.
Não é facil.
Essa cantiga com certeza esta na memoria de muitas pessoas.
Obrigada por participar da Blogagem, beijos

Christiane Garcia disse...

Essa música fez parte da nossa infância e eu particularmente acho muito chata a versão politicamente correta...srsrs...
As crianças de hoje tem uma infância diferente, talvez por causa da violência, talvez pelo próprio mundo moderno em que vivem. Ser mãe é viver com a dúvida, com a culpa( a gente sempre podia ter feito melhor..srsr..). É a maior alegria misturada com muitas emoções...
Adorei seu post. Já levei seu link comigo. Um grande bj

Luka Luluka - Ideias Criativas disse...

Oi Eliane!

A Chica também colocou essa música no blog dela rsrs Eu disse pra ela sobre a versão politicamente correta e que a gente cantava a original sem maldade nenhuma.

É mesmo uma luta tirar a criançada dos eletrônicos. Lia para e com meus filhos desde que eram pequenininhos mas a competição eletrônica é cruel e desleal. A gente não pode é desistir.

Esta blogagem coletiva vai ser show!! A gente se vê pelas trilhas sonoras de nossas vidas. Um beijo!

Sandra
Luka Luluka - Ideias Criativas

Karine Possari disse...

oi, Eliane, não tem quem não cante esta música (e da forma original) e não da forma que estão tentando nos fazer cantar hoje para os nossos filhos. Confesso que ficava toda enrolada quando ia cantar pra minha filha, não sabia o que falar (kkk).
bjk

Ipsis Litteris disse...

Olá Eliane! Nossa que recordação maravilhosa, lembrei do tempo de criança, na porta de casa... cantávamos que era uma alegria só.
Vi as fotinhos, fiquei pensando e não é mesmo que ela atirou o pau no gato(rs), o coitadinho tava sem orelhinha, depois vc explica que ele fugia dos cães(rs). Ficou bem engraçado. Estamos juntas neste ano musical. Bjs. Nice

Luciana Miller disse...

Eita! Musica de infancia! Mais uma! Mas quem nunca cantou Atirou o Pau no Gato???? Acho que todo mundo né? e até hoje, é gostosa!!!! Do berro, do berro, que o gato deu: MIAUUUUUUUUUUUUUU!!!!!
bjs