Ultimas noticias!

Minha Avó.

Eu sou católica apostólica romana relaxada! Mas minha avó era um mulher de muita fé. Depois de uma longa vida cuidando dos outros , ela...

1ª Feira de artesãos !!!

1ª Feira de artesãos !!!
Guarda do cubatão Palhoça

Minha família

Minha família
Turma da pesada!!!!

Seguidores

Essa aqui sou Eu!!!!!

Minha foto
Tenho 43 anos, pinto, bordo, costuro e ainda trabalho fora. Comecei cedo a brincar com artesanato,Meu primeiro trabalho nunca esqueci, um beija flor alaranjado(so tinha um vidro de laranja e um de preto) mas acho que ficou interesante pois minha mãe me encheu de tinta e pinceis, tinha 12 anos e pintava com uma furia. naquele tempo não havia variedade de revista, só riscos que comprávamos na papelaria. pintei com a cara e a coragem por 6 anos até que fui fazer curso na profissional ai endoideci fiz pintura, arte aplicada, flores, bordado a mão, corte costura tudo que aparecia eu encarava. Fui seguindo o artesanato por todos esses anos, uma aulinha aqui, uma revista ali, tudo que aparece-se na tv. Até que achei a net, ai pirei de vez, todo dia acho algo novo que com um pouquinho de paciência consigo aprender. Sou isso uma Artesã com muito orgulho!!!!!

segunda-feira, 29 de abril de 2019

Minha Avó.

Eu sou católica apostólica romana relaxada! Mas minha avó era um mulher de muita fé. Depois de uma longa vida cuidando dos outros , ela precisou de cuidados extremos ao ponto de as filhas e noras e netas se revesarem para cuidar dela. Na sua ultima internação as filhas fizeram até uma escala. E na sexta-feira era vez de minha mãe, tudo correu bem, Vovó estava internada pois faria exames na terça feira seguinte. No sábado de manhã minha mãe ligou dizendo que o turno dela acabará e alguém precisava ir busca-la, não hora me deu um estalo e só disse “tudo bem espere ai que já vai alguém.” Liguei pro meu marido ( na época meu namorado) e pedi para ele me levar . Lembro bem da conversa dele dizendo “hoje não, vamos outro dia”
Eu nunca fui de negar nada pra ele mas dessa vez finquei o pé dizendo: Vou hoje de qualquer jeito , depois de morta não adianta ir”.
Ele me levou meio a contra gosto. No hospital quando ela me viu perguntou, vc veio pra me levar pra casa, eu expliquei que não pois ela tinha exames a fazer. Fiquei um pouco com ela e quando me despedi ela segurou minha mão e disse que me considerava como sua filha me deu a benção e terminou a conversa me dizendo que na terça feira ela iria embora. Eu levei aquilo como um pequeno delírio dela.
Viemos embora e eu comentei a ultima frase dela, pra ouvir minha mãe dizer que na terça ela tinha exames e que ficaria ainda a semana toda por lá.
O fim de semana correu tranquilo, segunda feira também. Até havia me esquecido quando na madrugada o telefone tocou ,olhei o relogio, 5:00h meu coração disparou e eu não atendi . Com medo da chamada tirei o telefone suavemente do gancho e voltei pra cama.
O dia amanheçeu e eu fui trabalhar quando pus o pé na minha sala o telefone toca, uma de minhas primas dizendo que a Avó havia falecido naquela madrugada.
Como ela frizara tão bem na terça ela voltou pra casa.
Aos 92 anos Olibia Koerich da Silva uma devotada avó catolica predisse o dia de sua morte e se despediu de nós deixando pra mim essa experiencia tão extranha.

3 comentários:

Pepa disse...

Oi Eliane, ainda bem que ela recebeu o carinho de todos e pode se despedir, a coisas nessa vida que não temos respostas, fica a duvida, será que ela sabia?Talvez sim.
Muitos beijos,Vi

Tiane disse...

Bah! Que loucura! Acho fascinante estes relatos! Muito legal!

Betty Gaeta disse...

Oi Eliane,
Realmente uma experiência inesquecível. Acho que este tipo de ligação ocorre com quem amamos muito e certamente ela amava vc.
Queria ver como vc ficou de cabelo curto e grisalha... só curiosidade.
Beijos