1ª Feira de artesãos !!!

1ª Feira de artesãos !!!
Guarda do cubatão Palhoça

Minha família

Minha família
Turma da pesada!!!!

Seguidores

Essa aqui sou Eu!!!!!

Minha foto
Tenho 43 anos, pinto, bordo, costuro e ainda trabalho fora. Comecei cedo a brincar com artesanato,Meu primeiro trabalho nunca esqueci, um beija flor alaranjado(so tinha um vidro de laranja e um de preto) mas acho que ficou interesante pois minha mãe me encheu de tinta e pinceis, tinha 12 anos e pintava com uma furia. naquele tempo não havia variedade de revista, só riscos que comprávamos na papelaria. pintei com a cara e a coragem por 6 anos até que fui fazer curso na profissional ai endoideci fiz pintura, arte aplicada, flores, bordado a mão, corte costura tudo que aparecia eu encarava. Fui seguindo o artesanato por todos esses anos, uma aulinha aqui, uma revista ali, tudo que aparece-se na tv. Até que achei a net, ai pirei de vez, todo dia acho algo novo que com um pouquinho de paciência consigo aprender. Sou isso uma Artesã com muito orgulho!!!!!

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

A casa.


O jardim mal cuidado , grama seca e flores mortas emolduravam a porta de entrada.
Uma sala cheia de bugigangas, amontoadas nas mesas e prateleiras.
Pó de seculos? Que nada o calendário na parede datava dezembro de 2011.
Alguém foi embora sem se preocupar com nada.
Só a cozinha parecia abitada, limpa e quente.
Um esconderijo no futuro com uma porta para o passado.
Aqui mais ninguém mora.
É só um lugar esperando seu final.
Quando esse dia chegar pego minha trouxa e vou embora sem me preocupar também.





3 comentários:

Silvia disse...

Saudades de você, Eliane!!
Sempre passo por aqui, estou curiosa, como está o filhote? Espero que esteja muito saudável. Bjs

✿ chica disse...

Que lindo teu conto,Eliane! Adorei te ver lá! beijos,tudo de bom,linda semana e setembro bem legal! chica

Socorro Melo disse...

Olá, Eliane!

Quem é vivo aparece, e cá estou, hehehe
Depois de um longo tempo ausente do Blog, volto a visitar os amigos, para deixar um abraço, e desejar a paz.
Como vai o filhote?
Gosto muito do seu jeito de escrever. Gostei da história da casa. Só achei triste...

Beijos
Socorro Melo